quinta-feira, 31 de março de 2011

A Magia do Tempero



O armário de cozinha guarda uma quantidade surpreendente de ingredientes mágicos, muitos temperos e ervas aromáticas que usamos para cozinhar tem associações mágicas por conta de seus benefícios.
Além de realçar o sabor dos alimentos alguns temperos tem ainda a função de possuir propriedades terapêuticas.
Para divulgar estas propriedades o INBRAVISA – Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária (www.inbravisa.com.br), selecionou as principais propriedades de vários temperos amplamente utilizados na preparação de alimentos
É claro que estes temperos não substituem remédios nem tão pouco a atenção médica , mas mesmo assim vale conferir um pouco mais sobre estas propriedades





ABSINTO(losna, erva-do-fel, alenjo, erva-de-santa-margarida, sintro e erva-dos-vermes) Na culinária, para dar sabor a vinhos, licores e aperitivos. Na medicina em infusões ou como chá. As propriedades aperitivas (estimulante do apetite), vermífugas e estomacais explicam o uso da planta no preparo do vermute e do licor de absinto. Em virtude da presença de uma substância tóxica - a tuinona - pode produzir efeitos altamente perigosos. Em doses elevadas, os chás e outros preparados a partir desta planta podem provocar tremores, convulsões, tonturas e até delírios. Quando utilizado na produção de licor obtido pela maceração do absinto em álcool tem efeito alucinógeno e não com finalidades medicinais.

ALENJO – absinto, losna, erva-do-fel, erva-de-santa-margarida, sintro e erva-dos-vermes

AÇAFRÃO - o açafrão é o tempero mais caro do mundo. O açafrão tem o gosto parecido
com uma espécie de mel amargo e uma cor amarela forte. É indispensável na cozinha mediterrânea e muito usado também na cozinha indiana e na Ásia Central, especialmente para dar cor ao arroz.
conhecido no comércio, e que é uma matéria amarela usada como corante e condimento. É utilizado para dar uma coloração amarelada na indústria alimentícia como condimento, corante natural e aromatizante. Usada principalmente na elaboração de risotos, paella, sopa de peixe e bacalhau à espanhola, em molhos, sopas, saladas, arroz e cozidos com frango ou legumes. São empregados nos casos de asma, coqueluche, histeria, bem como contra os cálculos dos rins, do fígado e da bexiga.
 
AÇAFRÃO DA INDIA – (curcuma zedoária) tem uma aroma forte de madeira e sabor picante. Por esse motivo não deve ser usado como um simples substituto do açafrão.o pó de seu rizoma é utilizado como corante amarelo. Possui um sabor semelhante ao do gengibre. Utilizado como um dos ingredientes do curry e na pasta de mostarda, sua parte usada é o pó do rizoma. É utilizado para dar uma coloração amarelada ao arroz e em sopas e massas e na indústria alimentícia como condimento, corante natural e aromatizante. Bom para o fígado e pulmão. É colerética , colagoga, hipoglicemiante , resolutiva, diurética, excitante, cordial, estomáquica, antidiarréica, antiescorbútica, antiespasmódica, emenagoga , litotríptica, cicatrizante de feridas e antioxidante.Seu consumo é desaconselhável para mulheres grávidas.

AÇAFRÃO DA TERRA (Curcuma longa) – Irmão do gengibre. Antioxidante; ideal para dar uma tonalidade amarela em diversos pratos. Muito utilizada em pratos da cozinha baiana, indiana e asiática.Usado para colorir roupas, laticínios, bebidas e mostarda, em cozidos, sopas, ensopados, molhos, peixes, pratos à base de feijão, receitas com ovos, maioneses, massas, frango, batatas, couve-flor e até pães. Deve ser dissolvida em um caldo quente antes de ser incorporada a uma receita. É ingrediente essencial para acentuar o sabor e dar cor a muitos pratos da cozinha indiana, principalmente arroz. É boa para a pele, baixa o colesterol, protege o fígado, atua contra o câncer, trata a artrite, ajuda a digestão das proteínas, promove a absorção e regula o metabolismo, além de ser antiinflamatória, antimicrobiana, antioxidante, depurativa, desintoxicante, calmante e protetora do sistema cardiovascular, ajuda a formar o muco protetor do estômago e é muito útil em gripes, resfriados e dor de garganta.

ÁGUA DE ROSAS: Muito apreciada nos doces indianos, é a essência extraída das pétalas por destilação. Deve ser utilizada com moderação. É encontrada em farmácias, em lojas de especiarias ou de produtos asiáticos.

AIPO (salsão)- as folhas e os talos são usados em saladas frescas, maioneses e sucos. É usado para condimentar molhos de tomate, ensopados e preparados de vegetais cozidos.Boa fonte de potássio, ajuda a equilibrar a pressão arterial e baixar o colesterol. Favorece o funcionamento dos rins, alivia dores articulares principalmente em casos de gota.

AIPO MARROM - aromatiza o sal. Usado em pratos com ovos, aves, sucos de tomate, saladas de batata, atum e cozidos com carnes e vegetais.
 
ALCAPARRAS - são os botões florais de um arbusto espinhoso que cresce nos terrenos rochosos das regiões quentes do litoral mediterrâneo. digestivo e afrodisíaco. suas raízes possuem qualidades diuréticas, adstringentes e calmantes. São utilizadas, em geral, na forma de conserva em vinagre. Se mistura muito bem com a cebola e azeitonas,em molhos frios, carnes frias, peixes cozidos e saladas. Indispensável no molho tártaro e no steak tartare.

ALCARAVIA - as folhas novas são usadas para enfeitar vegetais cozidos. As folhas
e as hastes mais lisas podem ser consumias em saladas ou cozidas com outros vegetais.
 
ALECRIM - as folhas usadas, tanto frescas como secas. Diurético,antimicrobiano, cicatrizante,tônico, cardiotônico, anti-reumático,estimulante, digestivo,anti-espasmódico, anti-reumático. Combate dores musculares, ativa as funções do pâncreas e é anti-convulsivo. Utilizada para perfumar carnes, aves e peixes grelhados,principalmente, de porco, carneiro, cabrito, cordeiro e de vitela. Também usada em sopas, molhos, legumes, arroz e saladas. Acrescenta um sabor diferenciado à maionese.

ALFAVACA – (família do manjericão) Suas folhas secas são usadas em peixes, carnes, arroz cozido com caldos e ensopado de lagosta. Fresca usa-se no preparo de saladas, pizzas, massas, e carnes. Combina com molho de tomate, queijo parmesão, berinjela, abobrinha e tomate fresco. Analgésico, diurético (frutos) e antiespasmódico

ALHO - o alho contrabalança sabores mais picantes, tais como gengibre ou pimenta. antibiótico, anticoagulante, controlador de colesterol, anti-inflamatório, vermífugo, anti-séptico, diurético
e anti-térmico. Símbolo da saúde e fertilidade.
Os dentes de alho, depois de descascados, são utilizados esmagados, picados ou fatiados. Podem ser usados crus, grelhados, assados ou fritos. Nunca utilize um alho queimado, pois ele incorpora ao prato um sabor ácido e desagradável. Compre somente alhos firmes e sem manchas.

ALHO-PORÓ - Planta da família da cebola e do alho, de folhas verdes e o bulbo branco, coberto por uma película brilhante. Maior que a cebolinha verde, tem sabor semelhante ao alho, porém mais suave. É indicado para quem faz regime por possuir poucas calorias. É utilizado em saladas, sopas, sopas, cremes, carnes e molhos.

ANETO – (endro, dill ou funcho doce)Planta pouco conhecida,de odor agradável e forte, fresco e picante. O sabor é quente e seu uso é bastante variado. Usa-se o bulbo para fazer saladas. É usada fresca na culinária para tempero de saladas, pizzas, sopas e gratinados. Em pó é usada no preparo de biscoitos, bolos, bolachas, pães, queijos, peixes, frutos do mar, molhos para saladas e frutas em calda, é indispensável no preparo carnes, peixes, camarões, moluscos, omelete, molhos, conservas de pepinos, pimentão, marinados, sopas, pães, massas, queijos, salada de batata, vegetais cozidos e no arroz, pastelaria e para tempero de hortaliças. Usam-se as sementes inteiras ou moídas.As folhas frescas são usadas para temperar peixes, carnes e frangos. Também usado para fazer licor.

ANIS - A semente é eficiente contra mal hálito e como ajudante digestivo.Destilando a fruta extrai-se um óleo volátil de anis, útil no tratamento de flatulência e cólicas infantis. Sua fruta, em forma de semente, é usada na culinária, em confeitaria e em licor (como anisete, zammù, uzo) A semente de anis também é usada em alguns caris e pratos com frutos do mar. Todas as partes que ficam acima do solo de uma planta jovem de anis também são comidas como vegetal.
 
ANIS ESTRELADO - o anis estrelado é da família da magnólia. Especiaria que tem a forma de uma estrela, com 8 pontas. Deve ser utilizada seca e em pouca quantidade, pois é tóxica.Facilita a digestão e elimina gases intestinais.Usada na preparação de carnes de porco, pato, peixes, frutos do mar, pães, biscoitos, doces, geléias e gelatinas. Também usado para fazer licores, chás e aromatizar bebidas alcoólicas.

ARTEMÍSIA – estragão ou sálvia

AZEITONA - Espremidas fornecem o óleo de oliva, o mais sadio de todos os óleos comestíveis. Em alguns casos, alivia a sensação de azia. Entra na composição de muitos pratos e molhos e antepastos. Muito usada como complemento nas saladas e nos recheios.

BASILICÃO - Pouca gente conhece, poucos sabem usar. O sabor e o aroma são bastante fortes, ma vale a pena experimentar ate acertar, porque é tempero excelentes para molhos e massas. No carneiro fica espetacular.

BAUNILHA - Planta que pertence à família das orquídeas, encontrada em fava e mais facilmente como essência. Muito aromática e de coloração marrom escuro. Aromatiza medicamentos de gosto ruim, como xaropes e tinturas. É Utilizada para perfumar doces, bolos, cremes, mingaus, pudins, fios de ovos, marrom glacê, bebidas com leite e gemadas.. Serve também como aromatizante para vinhos, cafés e chocolates.

BICARBONATO DE AMONIA – (sal amoníaco) Fermento utilizado no preparo de pães, bolos e biscoitos, para dar crocância.Faz crescer a massa e por ser volátil, seu aroma desaparece no forno sem deixar sabor.

BICARBONATO DE SÓDIO - Fermento em pó . As primeiras bebidas de soda foram produzidas pela adição de bicarbonato de sódio na limonada. Utilizado no preparo de bolos e biscoitos. Usado para absorver umidade e odores e para deixar frutas de molho na hora de limpa-las. Usado como antiácido no tratamento da indigestão.

BOUQUET GARNI - O bouquet garni clássico leva salsinha, louro e tomilho. Bouquet de ervas aromáticas frescas ou secas amarradinho com barbante ou linha. Usado quando você quiser temperar, sem deixar vestígio dos temperos. Faça o bouquet e remova no final da preparação.

CARÊ – é o mesmo que carll ou curry.

CARLL – é o mesmo que curry ou carê.

CANELA - é a casca de uma árvore que pertence à família do loureiro. A casca seca é vendida em pau e ou em pó. digestiva e antioxidante, ajuda a controlar a pressão sanguínea e a aliviar sintomas da menopausa. Dá um toque oriental e misterioso mesclada no tempero de carne de carneiro ou cabrito. Usada no preparo de doces, pães doces, arroz-doce, bolos, tortas de frutas, cremes para pastéis e panquecas doces, frutas condimentadas, compotas, pudins e bebidas quentes como o chocolate e o café.
 
CAPUCHINHA - a capuchinha é uma erva originária do Peru, na América do Sul. No século XVII, ela foi introduzida na Europa e acabou fazendo muito sucesso, não só pelos seus poderes medicinais, mas também pela sua aplicação na culinária. as folhas e flores são usadas empanadas ou em saladas frescas; os frutos são usados no preparo de picles; os botões florais servem para substituir a alcaparra e são usados em conservas de vinagre e sal para temperar saladas e verduras cruas.

CARDAMOMO - é uma planta herbácea da família do gengibre com folhas grandes, flores brancas e frutos secos de cor esverdeada ou branca contendo sementes negras e aromáticas em pó ou em óleo com sabor picante.. Produz uma vagem com sementes aromáticas e levemente picantes. É tempero originário da Índia. As sementes de cardamomo são consumidas no café nos países árabes ("Arabian coffee") e na Índia, Os ramos verdes são utilizados em doces e conservas e as sementes são usadas em xaropes. Os ramos e as sementes têm sabor refrescante e adocicado, são utilizados nas bebidas feitas com iogurte e no chá indiano(chai), na mistura de condimentos usada para temperar pratos. Também é aproveitado para aromatizar pães, carnes, pastéis, pudins, doces, salada de frutas, sorvetes, embutidos e licores. Não deve ser consumido em altas doses, pois pode provocar vômitos. Tem propriedades anti-sépticas, digestivas, diuréticas, expectorantes, estimulantes e laxantes.

CÁSSIA de origem chinesa é parecida com a canela, a casca pode ser usada do mesmo modo.
 
CEBOLA - Um dos temperos mais utilizados na cozinha. No Brasil são cultivadas as brancas, mais suaves, e as roxas, mais fortes e picantes. A cebola é originária da Pérsia (atual Irã), na Ásia Central. Na culinária podendo ser comida crua, em saladas, frita ou assada. Entra na composição de inúmeros pratos simples ou sofisticados, como tempero ou mesmo como ingrediente principal.
 
CEBOLINHA VERDE - muito usado em omeletes, molho vinagrete e molhos à base de creme de leite para peixes. Ótimo também em patês de ricota, queijo cremoso, sopas e saladas.
 
CEREFÓLIO - O cerefólio é uma erva originada da região mediterrânea da Europa, sendo conhecido como "folha da alegria". Seu uso se dá principalmente na culinária, devido ao seu sabor e aroma peculiares, que lembra levemente a mirra. Os romanos a usavam muito e difundiram seu uso na Europa, principalmente na Inglaterra e França. É usado em sopas, molhos, saladas, peixes cozidos e defumados, mariscos, omeletes e ovos mexidos, carne de galinha e molhos delicados de manteiga.
 
COENTRO - O coentro em grão, seco e moído, é muito utilizado na culinária mundial, seu aroma pronunciado realça o sabor de legumes, lentilhas, sopas, pratos de arroz, carnes e aves. Sempre ter o cuidado de não exagerar, pois possui sabor muito marcante. As folhas também são muito utilizadas em ensopados e pratos feitos com peixes e frutos do mar .Tem ação antioxidante, digestivo, auxiliar no tratamento da ansiedade, moderador de apetite; O gosto é levemente amargo
 
COMINHO - o seu aroma é intenso e seu gosto acre é levemente amargo. O cominho é utilizado moído, em pó, em muitos pratos da culinária árabe e alemã. As sementes negras inteiras tem forte sabor adocicado de ervas e são muito utilizadas na culinária indiana, as sementes verdes ou brancas são usadas inteiras ou em pó. Dá um sabor especial em massas, pratos feitos com arroz, lentilhas, ervilhas secas, legumes e iogurte. Ele é diurético, auxilia no tratamento de flatulência (gases);

CURCUMA – Mesmo que Açafrão da Terra. antioxidante

CURRY - é uma mistura de especiarias muito utilizada na culinária de países como Índia, Tailândia e alguns outros países asiáticos. Este condimento é feito à base de pó amarelo de açafrão-da-índia, cardamomo, coentro, gengibre, cominho, casca de noz-moscada, cravinho, pimenta e canela. Para além destes ingredientes básicos, outros são incluídos, de acordo com as preferências: alforva, pimenta-de-caiena, cominhos finos, noz-moscada, pimenta-da-jamaica, pimentão e alecrim, entre outros. Existem caris que chegam a levar setenta plantas diferentes. Inicialmente o caril servia para temperar exclusivamente o arroz, mas actualmente é usado para a confecção de inúmeras receitas, como o frango de caril, pratos agridoces, etc.
 
CRAVOS-DA-INDIA - os cravos são brotos de flores altamente aromáticas. Ajuda a aliviar sintomas da menopausa, a proteger contra aterosclerose e diminuir os níveis de colesterol; O cravo-da-Índia é um condimento versátil que pode ser usado tanto em pratos doces como em pratos salgados.

DENDÊ – Da polpa e da amêndoa do fruto extraí-se o azeite de dendê. Usado na composição da maioria dos pratos da culinária baiana

DILL – endro ou aneto
 
ENDRO (aneto ou dill) chamada pelos armênios de "erva-de-deus". É encontrada em fresca, em ramos, ou em grãos, inteiros ou moídos. As folhas frescas podem ser usadas em peixes, batatas cozidas, ensopados, repolho, molhos de salada e maionese.
 
ERVA CIDREIRA (melissa) a erva-cidreira é uma erva originada do Oriente Médio e da Europa. utilizada como condimento alimentar, em sopas, aves, peixes, frutos do mar, saladas, e bebidas à base de frutas. Somente deve ser colocada no final do cozimento, pois perde o sabor quando cozida. Usam-se as folhas e flores que devem ser secas rapidamente e conservada em separado. Pode ser encontrada fresca, em pó ou desidratada. Você pode fazer refrescos, geléias de frutas, saladas de frutas, pudins de leite, sorvetes de creme, molho para saladas, verduras ou carnes brancas.

ERVA DOCE - As sementes são usadas principalmente em conservas, pães, bebidas e pratos feitos com arroz muito utilizada no preparo de biscoitos, bolos, bolachas, queijos, molhos para saladas, frutas em calda, peixes e frutos do mar. . Utiliza-se também após a refeição para facilitar a digestão. Em pó, é usada em carnes e aves, para dar um toque "fresco" , como a hortelã. combate tontura, náuseas, flatulência, infecções intestinais e estomacais;
 
ESTRAGÃO - para temperar molhos, carnes de aves, principalmente galinha, peixes cozidos e grelhados, omeletes, pepinos, cogumelos e picles. As folhas frescas podem ser usadas na elaboração de manteigas aromáticas e sopas. O vinagre e o azeite aromático de estragão são muito bons para temperar saladas. Ele pode ainda ser usado para aromatizar outros molhos.
 
FENO GREGO - suas flores e vagens parecem com as da ervilha. O feno grego é usado na maioria das vezes em molhos indianos.
 
FUNCHO DOCE - planta de perfume forte, com pequenas flores amarelas. Rica em vitamina C pode ser utilizada picada como salsa. Pode-se colocar em saladas e molhos.
 
GENGIBRE - a raiz arredondada do gengibre que é usada como tempero. A semente seca pode ser esmagada e transformada em pó. antioxidante, ajuda a tratar enjôos, combater infecções, prevenir doenças cardiovasculares, é auxiliar no emagrecimento por ativar a termogênese (transforma parte das calorias presentes nos alimentos em calor); O gengibre é usado em molhos de pratos salgados, como chá em tempo frio, num tipo de cerveja e para aromatizar destilados. Tempero básico do nosso quentão caipira. Na cozinha acrescenta frescor e aroma a peixes, carnes e molhos.

GERGELIM - sementinha com sabor muito semelhante ao das amêndoas. Usado na cozinha árabe, cru ou levemente tostado, com sabor mais forte, no tempero de saladas, queijos, ensopados de peixes, aves ou carnes. Dá um sabor especial quando acrescentado ao arroz integral já cozido. Bom nas massa de pães, pãezinhos, biscoitos, roscas, e em certos tipos de bolo. Ótimo polvilhado sobre peixe, galinha, ou macarrão, antes de ir ao forno.

HORTELÃ – (menta) Existe uma enorme variedade de sabores e de aromas de hortelã. As espécies mais conhecidas no Brasil são a hortelã-pimenta e a hortelã comum. de sabores e de aromas de hortelã. As espécies mais conhecidas no Brasil são a hortelã-pimenta e a hortelã comum. Também é conhecida como menta. Na culinária a hortelã é muito usada no preparo de molhos, para aromatizar pratos salgados, além de dar um sabor especial a bebidas e sobremesas. A culinária árabe faz muito uso da hortelã. Por exemplo, no quibe, no tabule e pratos feitos à base de carne de cordeiro. Suas folhas frescas dão aroma especial a saladas, caldas e pratos feitos à base de carne e de peixe.

KUMMEL: tem sabor adocicado. Usado no preparo de carnes e aves assadas. Também em sopas de legumes, saladas, marinados, biscoitos, patês, pães, bolos e queijos.

LOSNA - absinto, erva-do-fel, alenjo, erva-de-santa-margarida, sintro e erva-dos-vermes.

LOURO - Suas folhas são vistosas e têm odor forte e paladar amargo. O seu fruto é do tipo baga e quando maduro tem cor negra. A madeira dessa árvore é de excelente qualidade. as folhas do loureiro são usadas frescas ou secas para dar um aroma condimentado a variados pratos. Na culinária,ideal no preparo de molhos, legumes, sopas, assados, caldos, ensopados,marinados, refogados, frutos do mar, em massas, pratos com linguiças e conservas. Amassando as folhas seu óleo essencial é liberado lentamente, tornando perfeito a cozimentos longos. Uma folha apenas pode dar vida ao feijão e algumas verduras. Indispensável na vinha d'alhos e no tempero de carnes. A folha deve ser retirada antes de se servir a refeição.

MACIS - Da casca que envolve a semente da noz moscada se extrai este óleo, usado no preparo de certos tipos de chocolates. Um pouquinho da ótimo sabor a molhos, pirão de batata, verduras, pratos com queijo aves vitela e lombo. Vai muito bem na vinha d'alhos. Umas gotas na massa de bolo e pudins: ficam mais gostosos.

MANJERICÃO - derivado da família da hortelã, o manjericão pode ser usado no preparo de preparo de molhos, extratos de tomate e pizzas, cogumelos, peixes, ensopados de lagosta, carne de galinha, ovos, sanduíches, queijo parmesão e alho. Combina com molho de tomate, queijo parmesão, berinjela, abobrinha e tomate fresco. Analgésico, diurético (frutos) e antiespasmódico
 
MANJERONA - de sabor requintado, semelhante ao orégano, é ideal para valorizar carnes e aves, pratos à base de tomate, sopas, saladas e com manteiga derretida em peixes grelhados. Ideal para pratos de cozimento rápido.

MELISSA - Da família da erva-cidreira. È também um tempero aromatizante. Em caldos e carnes dá certo e acrescenta um agradável sabor de limão aos pratos de peixes, saladas e frangos. Mas, é nas sobremesas, especialmente nas de frutas, e em sucos, que é utilizada. No preparo de chás que a água de melissa sempre se usou como calmante.
 
MENTA - erva comestível apreciada por seu aroma refrescante, a menta cresce em solos úmidos. Bastante utilizada na cozinha. Planta aromática, de flores rosadas ou brancas, utilizada para aromatizar licores, caramelos, etc. Seu consumo produz uma sensação de frio na boca. Ótima para as vias respiratórias e o seu aroma é um estimulante do apetite. A essência contém mentol e é utilizada em pastilhas, balas, creme dental, licores e perfumes. Pode ser utilizada em molhos como pepino com iogurte e saladas, principalmente de tomate e vinagrete.

MOLHO INGLES – (worcestershire) Tempero líquido de cor escura e sabor característico, feito de vinagre de malte, melaço, açúcar, cebola, alho, tamarindo, cravo, essência de anchova e extrato de carne. Utilizado na culinária para temperar carnes, aves, sopas, molhos, caldos, caças, ensopados, recheios de sanduíches.

MOSTARDA - a mostarda serve como condimento e aromatizante. Há três variedade principais de mostarda: preta, marrom e branca. As sementes de mostarda preta são usadas principalmente em molhos vegetarianos, as sementes de mostarda castanha são as melhores e mais raras para chutneys e guarnições. As sementes de mostarda amarela são usadas em lentilhas e em legumes.
 
NOZ-MOSCADA - a noz pequena ovalada é seca e depois a semente é retirada. O sabor é levemente amargo. (A noz-moscada deve, de preferência ser moída no momento em que for usada pois seu sabor e aroma se perde facilmente) Mais usadas em bolos, doces, sobremesas, não só na massa, como um pouquinho polvilhado em cima, no caso de cremes feitos em banho maria. Formidável para tempero de carnes, ou qualquer receita de carne moída. Ideal para molho bechamel e em bebidas, com leite quente ou gelado. É imprescindível nos pudins de pão. cremes com sabor baunilha, produtos de pastelaria, purê, sopas, molhos branco ou de queijo, peixes. Tem propriedades estimulante, afrodisíaca, anti-inflamatória, digestiva e diurética.
 
NIRÁ - é do mesmo gênero da cebola, alho, alho-poró e cebolinha. Na culinária chinesa, é utilizada em pratos como bolinhos de carne de porco, recheio para pasteizinhos ou refogados de legumes. Na japonesa, é indispensável no yakisoba (macarrão frito com legumes). Na cozinha ocidental é usadas em sopas, saladas e para rechear quiches. O nirá combina com batatas, peixes e substitui o alho quando se quer um aroma mais suave.
 
ORÉGANO - o orégano é uma pequena erva originária da região mediterrânea da Europa e dá um sabor especial às pizzas. Vai muito bem em carnes, molhos para bifes, ovos, queijos, cebolas, aves, peixes, frutos do mar, saladas. Pode ser usado seco ou fresco.

PAPOULA: Sementes bem miudinhas, crocantes e saborosas, que, polvilhadas em cima de pães, bolos, bolachas, antes de ir ao forno, é sensacional. Na massa de pudins, pães e tortas. Ou junto com manteiga derretida, para assar batatas, cenouras, ou ainda macarrão de forno. Usada em salada, salgadinhos de queijo, salada de frutas e compotas. Dá um recheio diferente para bolos, misturando um pouquinho com mel e uma colheradas de caldo de limão.

PÁPRICA - a páprica é um pó feito feito de plantas diferentes de chili. Pó extraído do pimentão doce vermelho, muito usado na cozinha húngara. Dá cor e sabor. Utilizado em galinha, bolo de carne, 'goulash', guisados ou ensopados, alguns molhos. A páprica suave tem cheiro adocicado. A páprica mais forte é semelhante à pimenta.

PÁPRICA DOCE - Tem um sabor suave e adocicado, É usada em molhos, carnes e aves. Combinada com outros temperos também dá cor e sabor a pratos de legumes e arroz.


PÁPRICA PICANTE - Como o nome já diz, é picante, com o sabor mais acentuado. Substitui ou é acrescentada à páprica doce, nas mesmas receitas.

PIMENTA CAIENA - É a semente em pó da pimenta vermelha originária da Cashemira. É muito forte e deve ser usada em quantidades mínimas, em pratos de carne e nos chutneys doces.
 
PIMENTA FRESCA VERDE - ( tipo malagueta) É rica em vitaminas, dá um toque apimentado típico aos alimentos.

PIMENTA FRESCA VERMELHA - Há de vários tamanhos e formatos , de modo geral, quanto menor e mais escura for a pimenta, mais ardida é.

PIMENTA JAMAICANA - Parecida com a pimenta síria, com um aroma muito agradável, sabor suave e exótico, ideal para substituir a pimenta do reino ou para quem não gosta de alimentos muito picantes.

PIMENTA MALAGUETA – pimenta fresca verde

PIMENTA ROSA - as sementinhas não ardem como qualquer outra pimenta, tem somente o sabor, que é muito próximo ao da pimenta-do-reino, o que causa certo receio à quem desconhece a pimenta rosa e é convidado a colocar uma diretamente na boca. É usada principalmente como elemento de decoração e entra na composição de pratos salgados e doces, combina com todos os tipos de carnes, frutas e geleias, pode ser colocada em sorvetes, é perfeita chocolate e sempre que precisamos de um contraste de cores na montagem dos pratos.

PIMENTA SÍRIA - Pimenta perfumada, levemente picante e adocicada, suave, dá um toque exótico nos alimentos.

PIMENTA VERMELHA EM PÓ - (chilli) Muito usada na culinária mexicana, deliciosa se polvilhada em legumes refogados.

PIMENTA DO REINO - É uma pimenta de sabor forte, usada em chutneys, poder ser comprada em grãos ou em pó. É a pimenta mais popular de todas, tem em todos lugares, todo mundo conhece e se adapta a qualquer prato, inclusive em doces e chocolates. Misturada com iogurte, azeite e sal dá um delicioso molho para saladas. As pimentas secas devem ser compradas inteiras e moídas ao usar para não perderem o sabor.

PIMENTA DO REINO BRANCA - a pimenta branca é feita a partir de frutos quase maduros, deixados de molho para amaciar e fermentar a camada externa, que é retirada manualmente ou com os pés, e depois secos ao sol. A pimenta branca é normalmente usada em molhos claros e sopas cremosas para que fique invisível.

PIMENTA DO REINO PRETA - A pimenta preta é produzida a partir de frutos ainda verdes, que são colhidos, fermentados por um curto tempo e secos. A pimenta preta em pó de cor muito escura é normalmente de baixa qualidade; como o interior da pimenta é branco, quando moída ela deve ficar acinzentada.

PIMENTA DO REINO VERDE - A pimenta verde é normalmente vendida em conserva. A pimenta verde salgada ou em salmoura deve ser deixada de molho em água antes de ser usada para retirar o excesso de sal. A pimenta verde é muito aromática e deve ser acrescentada ao final do cozimento.
Ela combina com frutas ácidas como o morango e é muito usada em molhos para carne, frango ou frutos do mar. A pimenta verde fresca combina com temperos adocicados como canela, semente de funcho e gengibre.

ROSMANINHO: De origem portuguesa. Não é fácil encontrar. Valoriza muito os molhos especialmente para saladas e carnes. Vai bem na vinha-d'alhos.
 
RAIZ FORTE - Vem do Oriente. Muito usada na cozinha russa, encontra-se ralada, em vidro. Picante, dá um gosto bom a molhos, churrascos e assados. ideal no preparo de sushi e sashimi. e molho para churrasco

SAL NEGRO - É uma pedra, uma rocha sulfurosa muito dura, de sabor picante e extremamente ardida, não deve ser provada em estado puro. O sal negro deve ser combinado a outros temperos secos em chutneys e molhos.
 
SALSA - a salsa é sempre utilizada fresca para temperar carnes, molhos, risotos, marinadas, caçarolas, maioneses, verduras, batatas, ovos, grãos, molho vinagrete, saladas, tabule (prato típico feito com trigo para quibe) e tomates secos em conserva.
 
SÁLVIA - Folha de sabor forte, muito popular na Itália. Bem aproveitada aqui também em farofas para rechear frangos, peru, pato. Mas é bom usar devagar, senão seu sabor dominará tudo. Indicada também em cremes, molhos de tomate, queijos, em massas com manteiga, batatas, biscoito e chá.

SEGURELHA - a segurelha ou segurelha-de-verão é uma planta anual originária da Europa Aromática e picante também deve ser usada de leve Em sopas de ervilha, lentilha, feijão. Dá um gostinho bom em suco de tomate. Vai bem, mas pouquinho, no tempero de carne de porco, frango e peru. Faz parte da vinha-d'alhos. É um dos símbolos da cozinha francesa e tem sabor semelhante ao do tomilho, porém mais picante.
 
SEMENTES DE AIPO (salsão) - são sementes de sabor amargo que devem ser usadas com moderação em pratos salgados.
 
SEMENTE DE ANIS - são pequenas sementes ovais de sabor picante usadas tanto em pratos doces como salgados.
 
SEMENTES DE COMINHO - as sementes possuem um aroma forte e adocicado e sabor relativamente picante.
 
SEMENTES DE GERGELIM - as vagens contêm um grande número de pequenas sementes. O ideal é torrá-las até que estejam douradas.
 
SEMENTES DE ERVA DOCE - com sabor picante e levemente amargo as sementes de erva-doce são usadas em carnes e peixes.
 
SINTRO - absinto,alenjo, losna, erva-do-fel, erva-de-santa-margarida e erva-dos-vermes

TAMARINDO - o tamarindo geralmente é misturado com água quente para fazer suco e pode ser usado em molhos picantes.
 
TOMILHO - aromatizante de sabor forte. Deve ser igualmente usado com muito cuidado, mas vale a pena experimentar em molhos, assados, peixes, sopas, recheios para aves. Sensacional para peixe, lagosta e camarão. Melhor ainda em carnes, principalmente de porco: esfregue um pouquinho macerado junto com sal e pimenta-do-reino.

VINHA D'ALHOS - É um tempero preparado para deixar carnes, aves e peixes de molho de véspera, para tomar gosto. É constituído por uma mistura de vinho ou vinagre, alho, cebola, louro, sal e pimenta.

ZÁTAR - Mistura de temperos árabe, perfumada e levemente picante, usada em carnes, aves, pastas, na fabricação do "Chanclich". Faça um sanduíche, cubra ele com queijo amarelo e polvilhe zátar por cima, leve o sanduíche ao forno e espere o queijo derreter.
 
ZIMBRO - esse é um grãozinho quase desconhecido. Os pequenos frutos secos macerados e destilados dão a bebida chamada genebra. Valoriza bastante temperos de carnes.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Guarda-roupa de inverno



Duas vezes por ano, no começo do outono e no começo da primavera, é uma boa idéia para cada mulher fazer um inventário de seu guarda-roupa a fim de prepará-lo para a estação seguinte.

A não ser que a pessoa seja muito rica e com meios suficientes para comprar de uma vez só todas as coleções dos maiores estilistas, é essencial o estabelecimento de um orçamento certo e de um plano de longo alcance para o guarda-roupa.

Com uma coordenação cuidadosa, bom gosto e moderação pessoal, uma mulher pode se vestir surpreendentemente bem, mesmo com um orçamento muito pequenininho.

Portanto, agora é a hora de rever o seu guarda-roupa. Depois de separada as peças de roupas que irão permanecer em seu guarda-roupa e as quer irão reformar pode-se estabelecer um plano de compras com metas reais. 


GUARDA-ROUPA CLÁSSICO DE INVERNO
- 1 Sobretudo ou um trench coat vistoso de uma cor viva - por exemplo vermelho
- 1 Casaco de tecido pesado ou couro
- 1 Saia de lã ou tweed
- 1 Saia reta de tecido pesado ou couro na cor preta
- 1 Sweter
- 1 Colete feminino 
- 1 Tailleur
- 1 Calça social de inverno em tom escuro
- 1 Calça jeans de corte reto e cor escura
- 1 Calça de tecido pesado ou couro
- 4 Camisas sociais (de corte clássico e cores variadas)
- 1 Vestido preto de tecido pesado ou veludo

Estes itens podem ser usados ano após ano, se forem de boa qualidade e bem cuidados podem chegar a durar até 4 anos. Portanto procure peças clássicas. A ideia principal é gastar mais no que deve durar mais e gastar menos em peças e acessórios que estão na moda, assim, vai estar sempre elegante.

Complemento do guarda-roupa clássico
- 1 par de calçados baixos preto
- 1 par de calçados baixos marrom
- 1 par de escarpins de salto alto (marrom ou preto)
- 1 par de botas de salto alto ou médio (marrons ou pretos)

Os sapatos devem ser sempre impecáveis. Invista em qualidade e cuidados com eles.

Acessórios
- 1 colar de pérolas que podem ser fake desde que de boa aparencia (clássico)
- 1 colar que esteja na moda (correntinhas, correntes, fios,...)
- 3 pares de brincos
- 2 pulseiras
- 1 bolsa escura
- 2 cintos da moda (fininho, médio, largo, colorido,....)
- 1 par de calçado da moda 
- 1 camisa que esteja na moda
- 2 camisetas de manga comprida que estejam na moda
- Cachecol (scarf), encharpe e lenços para arrematar o look de inverno

Os acessórios é que são os grandes personagens do seu guarda-roupa, depois de investir em peças clássicas, os acessórios modernos fazem toda a diferença, investir em acessórios é garantir um guarda-roupa elegante por muitos anos.

Mas, é preciso gastar tempo e ter trabalho na procura do guarda-roupa perfeito, indo a uma série de lojas em vez de comprar a primeira coisa que se vê. Os orçamentos menos elásticos não permitem erros.

E assim é preciso ter sempre em mente as limitações financeiras e compreender que pela coordenação inteligente de cada nova aquisição, pode se conseguir milagres. Os acessórios podem dar à roupa do ano passado um ar inteiramente novo, e permitir a compra de uma peça mais elegante ou sofisticada.

Observação importante:
Nenhuma mulher jamais deixou de ser elegante por excesso de simplicidade mas sempre devido a uma acúmulo de detalhes elaborados, a conjuntos mal coordenados e mal adaptados a hora e à circunstância. 

domingo, 27 de março de 2011

Outono



Estação do ano que sucede ao verão e antecede o inverno.
No Hemisfério Sul, principia quando o Sol alcança o equinócio de março (dia 21) e termina quando ele atinge o solstício de junho (dia 20).


Entre outras características do outono, podemos citar a diminuição da umidade do ar, além do fato dos dias e das noites terem a mesma duração. No hemisfério norte, uma das características principais da estação é a mudança da coloração das folhagens das árvores, que passam a apresentar tons amarelados e avermelhados. É no outono que ocorrem as grandes colheitas, visto que as frutas já estão bastante maduras e começam a cair no chão.

O outono é caracterizado como a melhor época do ano para o desenvolvimento das frutas, assim, além de fazerem muito bem à saúde, esse é um período bom para economizar e desfrutar dos benefícios desses alimentos, seja ele em forma de sucos ou "in natura".

Nesta estação podemos perceber que nosso corpo se contrai novamente. Espontaneamente buscamos ambientes um pouco mais fechados para estarmos com os amigos mais próximos. O Outono traz uma busca de maior intimidade nos relacionamentos. Estamos nos preparando para o Inverno, para o recolhimento, e cozinhamos mais os alimentos conforme caminhamos para ele. Já podemos assar algumas carnes ou tortas, e fazer sopas de cozimentos mais lentos. O Outono pede alimentos contrativos, como os de sabor ácido e as raízes como bardana, cenoura ou nabo comprido, que nos dão foco e firmam nosso centro. Precisamos também do sabor picante da cebola, alho, gengibre, canela, que aquecem e levam a energia para dentro fortalecendo nossos pulmões.

Como já foi dito aqui, anteriormente, o outono é um período ideal para cada mulher fazer um inventário de seu guarda-roupa para a estação seguinte.

sábado, 26 de março de 2011

A triste constatação da realidade




Os padrões de bem e mal, moral e imoral, justo e injusto são definidos por aqueles que sobreviveram aos conflitos, derrotaram seus inimigos e conquistaram poder, dinheiro e domínio sobre as massas e criam métodos de punição para aqueles que se opõe a eles. Nenhuma lei guiou a humanidade até hoje senão a Lei do mais forte. Nos primórdios da história quando os homens se submetiam à força bruta de seus líderes, esta relação era mais clara e óbvia. Hoje se submetem à lei oficial de seus países, que nada mais é do que esta mesma força mascarada.

Tudo isso cai na classificação de ressentimento, e, ressentimento e desaprovação andam de mãos dadas.

"Três vezes amaldiçoados sejam os fracos cuja insegurança os tornam vis". Pessoas invejosas, intriguistas, medrosas e inseguras são os fracos vis dos tempos modernos. Esses tipos podem ser realmente muito vis, mas escondem sua depravação admiravelmente. 

Esta parte, por fim pode nos remeter diretamente à teoria do ressentimento dos vencidos, da moral dos escravos proposta por Friedrich Nietzsche. O modelo em que a hierarquia social nasce de um duelo onde o vencido para se manter vivo aceita ser escravo e reconhece no vencedor o seu senhor; já fora identificado por Hegel. 

Nietzsche contudo extrai deste duelo outras conseqüências. Em dado momento da história, mais especificamente na Palestina durante a destruição do segundo Templo de Salomão, um povo foi mais uma vez vencido por outro, mas desta vez, mais do que em qualquer momento anterior destilou-se o veneno do ressentimento. Tudo aquilo que era associado aos vencedores romanos, o que quer que fosse forte, nobre, altivo, saudável, corajoso, passou a ser denunciado como "mau".  E tudo o que era vil, fraco, vencido, ferido e covarde, começou a aparecer como sendo "bom". Os escravos, não podendo ganhar a batalha, mudam os próprios valores. Séculos mais tarde, esta artimanha acabou por transferir-se e ser institucionalizada aos próprios romanos, curiosamente no seu período de maior decadência.

Perpetuado pelos Romanos, hoje, este mesmo valor é empregado a toda sociedade. Percebe-se esse mesmo comportamento no Macro-espaço (relações internacionais entre países e Geopolítica) quanto no Micro-espaço (relações entre pessoas comuns)


"O fraco jamais perdoa: o perdão é uma das características do forte."
Mahatma Gandhi

sexta-feira, 25 de março de 2011

Cuidados diários com o rosto



É fato, mesmo sem querer, estamos o tempo todo observando e julgando a aparência das pessoas. O rosto é a primeira parte do corpo em que reparamos quando conhecemos alguém; a face é uma zona do corpo sobre a qual os indivíduos concentram grande parte das suas preocupações estéticas pois mostra exatamente como nos cuidamos, mostra nossas preocupações, alegrias, tristezas e todo e qualquer tipo de reação que venhamos a ter.
Os cuidados com essa parte tão delicada e tão exposta nossa é muito simples, bastam apenas cinco minutinhos diários duas vezes ao dia de cuidados com o rosto para ter um belíssimo cartão de visita!

Quanto antes começamos a cuidar do rosto com carinho, mais elogios recebemos e minimizamos os efeitos negativos que o passar dos anos vão deixando.

As etapas para um rosto bonito são muito simples:
Limpeza: Remove as impurezas que causam cravos e espinhas além de gorduras e suor que em contato com o sol podem ocasionar manchas. O melhor é usar produtos específicos para a sua pele que sejam condizentes com a sua idade. Sugestões são: sabonetes, mousse de limpeza, loção e lenços umedecidos que não agridam a pele.
Tonificação: Finaliza a limpeza e normaliza o PH. Prefira as loções sem álcool, que não irritam a pele. Não se esqueça de verificar se é para o seu tipo de pele e idade.
Hidratação: Garante a umectação, assim como a prevenção e combate a rugas. Use um hidratante adequado ao seu tipo de pele e idade.
Proteção Solar: Garante uma pele mais bonita, jovem e sem mancha por muitos anos. Passe sempre um filtro solar com fator de proteção acima de 30 no rosto, pescoço e colo, assim como um específico para os lábios.


quinta-feira, 24 de março de 2011

A elegância ao comer



Deve-se comer com delicadeza, bons modos e naturalidade. Apesar de toda aura de contemporaneidade dos dias de hoje, saber comporta-se à mesa ainda é referência de pessoas bem nascidas. Por mais que se diga que "não", as pessoas ainda observam o comportamento das outras a mesa.

Pode parecer piada, mas ao olhar uma pessoa comendo já é possível perceber se ela teve uma educação esmerada ou não.
Mas graças a Deus, mesmo os que não tiveram uma chatinha que atormentava durante a infância, podem aprender como se portar à mesa.

Não se sinta intimidada, sentar-se corretamente começa por arrastar a cadeira sem barulho, para em seguida sentar-se com o corpo reto e manter as pernas debaixo da mesa. Nada de ficar mexendo os pés ou chacoalhando as pernas. O guardanapo deve ser tirado da lateral ou de cima do prato no início da refeição e ser colocado sobre as pernas, de onde sai para limpar a boca e retorna para o colo da pessoa logo em seguida.

Sente-se confortavelmente e mantenha a postura, não deixe os cotovelos na mesa, segure os talheres com delicadeza e não como uma pá, leve os talheres com a comida até a boca e não a boca até os talheres, dessa maneira não irá se curvar enquanto estiver comendo.

Quem mastiga devagar é elegante e come menos pois o cérebro, depois de 20 minutos de mastigação, manda o aviso de saciedade.

Durante toda a refeição, mantenha os lábios selados durante a mastigação, aguarde o término do processo para então falar alguma coisa. Nunca interrompa uma frase para colocar mais comida na boca, termine a frase e só então leve a comida a boca novamente.

Essa é uma forma muito elegante de manter uma boa conversa a mesa, pois dá chance de outras pessoas falarem e você acaba comendo menos e se sentindo saciada do mesmo jeito.

Para não fazer feio, coloque sempre  pequenas quantidades de comida no talher, nunca mastigue com a boca aberta ou fale com ela cheia, mastigar ruidosamente, fazer barulho ao engolir, passar o ar, emitindo aquele barulhinho característico – "tsss..." – para limpar entre os dentes é uma ofença a quem está a mesa com você.

Treine em casa, saia da frente da televisão nos horários de se alimentar e preste atenção aos seus movimentos e ao que está comendo. Se perceber que existe dificuldade de selar os lábios ou qualquer outro problema procure uma ajuda especializada, do contrário, com o praticar e com o tempo, o ato de se sentar e comer com elegância acabará sendo uma característica bem natural sua.

DICA: 
* Frequente a jantares e reuniões sem fome, pois nunca se sabe o que será servido;
* É deselegante deixar excesso de comida no prato, mas também, não é elegante deixar o prato totalmente limpo.
* Não é elegante comentar o que você gosta ou não de comer, antes ou depois de tomar uma refeição para a qual foi convidado. Evite, assim, más interpretações ou a impressão de que o almoço ou jantar, não o satisfez.
* Após uma refeição, o guardanapo deve ser deixado na mesa, ao lado direito, discretamente, não sendo necessário dobrá-lo.
* Não descansa a faca e o garfo sobre a mesa quando estiver comendo. No caso de usar apenas o garfo, a faca descansará sobre a parte superior do prato.

UTILIZE SEMPRE O BOM SENSO, OBSERVE O COMPORTAMENTO DOS QUE ESTÃO A MESA CONTIGO PARA NÃO COMETER "GAFES" E PASSAR UMA IMAGEM INADEQUADA.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Atitude Certa


Para causar uma boa impressão em qualquer lugar, em qualquer momento e ainda dar aquela bela impulsionada na carreira



* Deve-se inicialmente sorrir, sorrir sempre, mas com sutileza.
* Faça sempre uso de palavras mágicas, tais como: Bom dia; Boa tarde; Boa noite, Por favor; Muito obrigada; Com licença; Desculpe-me; Não faz mal...
* Tenha atitude, quando simples ações partem de você, você passa a fazer diferença, comece a agradecer pelas coisas, pedir desculpas quando falhar, elogiar quando merecido, chame a atenção com sutileza e educação, faça sugestões e não imposições
* Evite desconfortos e constrangimentos, tome uma posição confortável e favorável a você, não fale mal de ninguém (por mais que uma pessoa mereça) e também... não dê ouvidos ou alimente comentários ruins e improdutivos de outras pessoas (por mais curiosa que você esteja)
* Seja forte, se não gostar de alguma atitude de alguém, reclame diretamente com essa pessoa e se por acaso não gostar de alguma pessoa, trate-a com educação.
* Mantenha a compostura, adote maneiras que indicam modéstia e boa educação

* Tenha uma opnião mas não fique amarrada a ela, escute outros pontos de vista e se necessário, mude sua opnião.
Enfim, são muitas as maneiras de fazer a diferença e se sobressair nesse mundo cada vez mais individualista. Porém, hoje é necessário que a atitude e a aparência sejam condizentes. Não há necessidade de grandes gastos, sejam eles financeiros ou de tempo para se ter uma boa aparência. Para se causar uma boa impressão é fundamental ter uma boa organização e cumprir todo o ritual de higiene que é garantia de uma vida saudável e de estar sempre bela e bem apresentável.
* Lave sempre as mãos ao chegar em algum lugar, escove bem os dentes antes de dormir e depois das refeições, tome pelo menos 1 banho ao dia e lave bem seu rosto 2 vezes ao dia (ao se levantar e antes de dormir), tire bem a maquiagem antes de dormir, nunca se esqueça de usar o filtro solar no rosto e passe um hidratante do seu agrado no corpo.
* Mantenha roupas e sapatos sempre limpos e apresentáveis.
* Beba bastante água para manter o corpo hidratado, a pele bonita e o mal hálito bem distante.
Com essas simples atitudes é garantido estar sempre bela por 24 horas